Consórcio: Como ser aprovado no pedido de consórcio

Se você está querendo adquirir bens ou contratar serviços, deve saber que o consórcio é a maneira mais vantajosa para fazer isso. É uma modalidade financeira que facilita a concretização de objetivos de forma bem planejada, você faz o pagamento parcelado e sem cobrança de juros. Uma outra vantagem muito boa é que, quando você é contemplado, você pode optar pelo pagamento do restante do valor a vista ou pode escolher uma forma de parcelamento.

A contemplação de um consórcio se dá por duas maneiras, uma delas é sendo sorteado através dos sorteios mensais ou dando lance. Ser contemplado é algo muito aguardado pelos consorciados. Mas você sabia, que ao acontecer isso, você precisa passar por um processo de análise para liberação do seu credito? Veja abaixo como ser aprovado no pedido de consórcio.

O que fazer depois da contemplação?

Ao ser contemplado em um consórcio, você recebe uma carta de crédito que será usada na compra do seu bem, seja ele um carro, imóvel ou a contratação de um serviço. A partir daí, você já pode ir separando a documentação necessária para a avaliação e liberação do crédito.

Quais documentos preciso apresentar?

O consórcio pede alguns documentos pessoais para a liberação do crédito. Isso pode variar de empresa para empresa, pois, é ela quem define que documentos ela quer ter do cliente. Veja a lista de documentação exigida mais comum:

  • Cópia da Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Cópia do Cadastro de Pessoa Física (CPF), em caso de pessoa jurídica: Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ);
  • Comprovante de residência atualizado e em nome do contemplado;
  • Comprovante de renda atualizado.

Além das documentações pessoais, o cliente que foi contemplado por um consórcio precisa apresentar a documentação do bem que irá adquirir. No caso da aquisição de veículos, você terá que apresentar as informações sobre a marca, modelo e ano de fabricação.

Comentários desativados em Consórcio: Como ser aprovado no pedido de consórcio

Filed under Finanças

Comments are closed.