Author Archives: rodrigo

Saiba como manter suas toalhas sempre novas

O banho é sempre um momento prazeroso para quem enfrenta uma rotina diária estressante e cheia de afazeres. Poder chegar em casa, e mandar embora o peso do cansaço com um banho revigorante e relaxante é a regra para descansar melhor e se preparar para o dia seguinte.

E uma grande aliada para que esta sensação seja ainda mais gostosa são as toalhas – quanto mais felpudas e macias, melhor! Acontece que com o uso diário, as lavagens e o manuseio – muitas vezes incorretos – estas peças essenciais do dia a dia acabam se desgastando, encardindo e ficando ásperas com o passar do tempo.

Mas este problema pode ser facilmente resolvido com algumas práticas de cuidado e dicas simples para que você tenha toalhas com aparência de novas e macias por mais tempo. Quer descobrir como fazer isso? Continue conosco!

Por que devemos ter cuidado com toalhas de banho e rosto? 

É comum as pessoas acreditarem que, por usarem a toalha apenas após o banho, com o corpo limpo e higienizado, elas não ficam tão sujas assim, e acabam por estender o uso por várias semanas e até meses. Simplesmente não faça isso, é um grande erro.

Por mais que estejamos limpos, as toalhas acumulam e absorvem resíduos, microorganismos e fluidos naturais presentes em nossos corpos, que com a ajuda da umidade, encontram o ambiente perfeito para se reproduzirem e começarem a proliferar.

Com este ecossistema montado, as toalhas podem acabar cheirando mal e se tornarem prejudiciais à nossa saúde. Para evitar danos, algumas medidas podem ser tomadas. Veja:

  • Nunca compartilhe toalhas com outras pessoas, microorganismos e doenças podem ser facilmente transmitidos;
  • Mantenha sempre uma toalha para o banho e outra para o rosto e as use separadamente para evitar contaminação. A pele do corpo e a do rosto tem suas especificidades e precisam de cuidados diferenciados;
  • Entre um uso e outro sua toalha precisa estar completamente seca. É durante a secagem que fungos, ácaros e outros organismos param de se desenvolver.

Por que é bom preservar o aspecto de um produto novo? 

Além dos cuidados básicos para evitar que sua toalha se torne uma bomba biológica, cuidar para que sua aparência permaneça sempre com aspecto de nova é muito importante.

Toalhas velhas, com muito tempo de uso e manuseadas de forma incorreta acabam por ter uma vida útil menor, maltratam a pele porque ficam duras ao toque e trazem desconforto, e não contribuem em nada para garantir o prazer do banho.

Como manter suas toalhas sempre novas?

Agora que você já sabe os motivos pelo qual precisa estar sempre atento às suas toalhas, chegou a hora de descobrir as melhores práticas para conservá-las por mais tempo.

O uso diário 

A partir do momento que você começa a usar uma toalha limpa, é preciso algumas precauções para que ela continue cumprindo sua função de forma eficiente. 

  • Após o uso, sempre estenda sua toalha, jamais deixe ela embolada em cima da cama ou em uma cadeira; 
  • Se seu banheiro for muito pequeno e sem ventilação adequada, não deixe sua toalha nele; o ideal é colocá-las em locais arejados e ventilados para que sequem adequadamente;
  • Sempre troque sua toalha, ao menos, 1 vez na semana; após este período ela irá acumular muita sujeira e libera mau cheiro.

Dê atenção especial à lavagem 

Muita gente acha que quanto mais sabão colocar nas toalhas, mais limpas elas ficarão e que o amaciante é a melhor opção para fazer com que continuem macias, mas estes são erros muito comuns. Explicaremos. 

Sabão em excesso, seja em pó ou líquido, resseca as toalhas e as deixam com aquele aspecto desagradável de lixa, isso porque este produto químico será absorvido e ficará acumulado em suas fibras, o que as torna mais rígidas e menos absorventes.

Se você tiver dúvidas sobre a quantidade ideal de sabão, verifique a embalagem, as informações que precisa estarão lá. Quando iniciar a lavagem, evite colocar o sabão diretamente na toalha, dilua-o em água e apenas depois inicie o processo.

Outro ponto a considerar é o amaciante. Simplesmente não use. Assim como o excesso de sabão, o uso do amaciante prejudica as fibras das toalhas, tornando-as impermeáveis; e com o tempo elas acabam ressecando e perdendo o poder de absorção.

Ao invés de amaciante, use vinagre branco, este poderoso aliado, manterá a maciez das toalhas e auxiliará na eliminação de odores desagradáveis. E não se preocupe, suas toalhas não ficarão com cheiro de vinagre. 

A melhor forma de secar 

Depois da lavagem, chegou a hora de colocar suas toalhas para secarem. Veja como fazer::

  • Nunca estenda sua toalha diretamente ao sol, ele pode desbotar e ressecar as fibras;
  • Estender as toalhas na sombra, em local ventilado, é sempre melhor;
  • Se você tiver secadora, esta é a melhor opção, pois esta máquina não endurece a toalha e nem permitirá que elas encolham;
  • Suas toalhas não precisam ser passadas com ferro, pois o calor acaba estragando completamente as fibras..

Armazenamento

Após lavadas e secas chegou a hora de guardar suas toalhas. Por isso:

  • Armazene-as sempre em lugares secos e arejados;
  • Se você gosta de toalhas cheirosas, e sente falta do aroma que o amaciante trazia às peças, uma boa dica é usar sachês antimofo e aromatizados (como o de ervas secas, ou com óleos essenciais);
  • Ao guardá-las, evite amontoar as toalhas e espremê-las para caber no espaço que você tem, esta prática também prejudica as fibras e diminui a vida útil da toalha.

Essas são dicas simples e fáceis de serem colocadas em prática. No fim os benefícios serão enormes: maior economia e toalhas sempre novas. 

Comentários desativados em Saiba como manter suas toalhas sempre novas

Filed under Dicas, tendências

Saiba como tirar seu primeiro passaporte

Não é novidade para ninguém que na atualidade, milhares de brasileiros tem o objetivo de viajar para fora, tanto para conhecer o redor do mundo, quanto para poderem buscar trabalho e qualidade de vida melhores.

Entretanto, ainda existem muitas pessoas com dúvidas sobre como funciona para fazer tais viagens e como conseguir a permissão para a mesma, e pensando nisso, decidimos vir aqui falar sobre como tirar seu primeiro passaporte, e assim, ter a permissão de viajar para fora do Brasil desde já.

Aqui você conseguirá aprender tudo sobre o passaporte, desde para que ele serve, como ele é utilizado, e como você pode tirar o seu primeiro passaporte, tendo um passo a passo bem explicado e detalhado, para não acontecer erros ou dúvidas.

Para o que serve o passaporte?

Primeiramente, você deve saber para que serve o passaporte, para que assim, você possa aprender para que utilizá-lo e como obtê-lo

O passaporte é um documento oficial, que consegue mostrar para as autoridades dentro e fora do Brasil que você está apto para viajar, seguindo todas as regras e legalidades necessárias, garantindo assim, que você está seguindo todas as leis.

Caso seu objetivo seja fazer viagens para dentro do Brasil, raramente um passaporte será requerido, entretanto, em 100% dos casos que você busca viajar para o exterior, você necessitará de um passaporte, para mostrar que está apto para fazer tal viagem.

Para o que o passaporte é utilizado?

Bom, como foi citado acima, o passaporte é um documento que é utilizado com o intuito de mostrar que você está dentro das leis e regras, deixando assim, você totalmente apto para fazer a viagem que pretende.

Sempre que você for fazer uma viagem, é aconselhável que você leve o passaporte, entretanto, em casos de viagens internacionais, nas quais você irá sair do Brasil, esse conselho vira uma obrigatoriedade, sendo extremamente necessário que você tenha e leve o seu passaporte, para assim, mostrar que está apto a realizar a viagem dentro das leis.

Saiba como tirar seu primeiro passaporte

Agora que você já sabe o que é e para que serve o passaporte, você está totalmente preparado para saber como tirar o seu primeiro passaporte, sendo necessário que você siga todos os passos e detalhes citados aqui, para não ocorrer erros ou equívocos.

Reúna a documentação

Primeiramente você deve reunir a documentação necessária que é exigida para que você tire o seu passaporte, dentro da documentação exigida, podemos citar: Documento de identificação (RG), CPF, fotografia do rosto para identificação e utilização do passaporte, certidão de nascimento e um comprovante de regularização no serviço militar (para homens de 19 a 45 anos).

Após ter todos estes documentos devidamente separados e reunidos, você pode partir para a próxima etapa para poder tirar o seu primeiro passaporte.

Preencha o formulário eletrônico de solicitação

Com todos os documentos em mãos, você precisará entrar no site do governo federal do Brasil, onde você deverá se dirigir para a área que diz respeito aos passaportes, e nela, você deverá preencher o formulário eletrônico de solicitação de passaporte.

Dentro deste formulário, será necessário que você informe algumas informações pessoais, juntamente com a foto de alguns documentos, e após tal preenchimento, você deverá enviar a solicitação.

Pague a taxa de emissão

Após você finalizar o preenchimento do formulário eletrônico de solicitação do seu passaporte, você será direcionado para uma página de pagamento da taxa de emissão, na qual deverá ser paga com as formas de pagamento apresentadas no site.

Após você efetuar o pagamento da taxa, e o pagamento constar no sistema, você estará preparado para partir para a próxima etapa para poder tirar o seu primeiro passaporte.

Realize o agendamento

Como citado acima, após o seu pagamento ser constatado no site do governo federal do Brasil, você conseguirá observar uma nova opção, onde você poderá realizar um agendamento para comparecer no posto de expedição mais próximo a você.

Lembre-se de marcar uma data em que você terá certeza que estará livre e disponível, por ser um processo bem complicado para efetuar um segundo agendamento do mesmo.

Compareça presencialmente

Após realizar o agendamento, você deverá esperar chegar a data na qual foi marcada para você comparecer no posto de expedição que você escolheu (escolha o mais próximo a você).

Quando a data chegar, se dirija ao posto, e junto consigo não esqueça de levar todos os documentos que foram citados no primeiro tópico, pois todos serão necessários para que você possa tirar o seu passaporte.

Retire seu documento

Após você se dirigir ao posto de expedição, juntamente com seus documentos, e entregá-los para o analisador, será necessário esperar uma data que será fornecida no próprio posto de expedição.

Quando esta data chegar, você deverá se dirigir novamente ao posto, levando somente o documento de identificação, para assim, você finalmente retirar o seu primeiro passaporte, e assim, estar apto para realizar viagens de forma legalizada.

Comentários desativados em Saiba como tirar seu primeiro passaporte

Filed under Dicas, Viagens

Vale a pena investir no nicho alimentar de pessoas intolerantes e vegetarianas?

Um dos principais assuntos da atualidade, no qual vem crescendo mais e mais a cada dia, é sobre o vegetarianismo e veganismo, no qual, muitas pessoas estão descobrindo sobre seus benefícios e aderindo aos mesmos todos os dias, as vezes, não somente por conta de estarem em busca de uma qualidade de vida ou saúde melhor, mas sim, por necessidade, por conta de intolerâncias a demais alimentos.

Algo que muitos ainda não sabem, é que investir neste nicho alimentar, não somente pode, como vai lhe trazer diversos benefícios e lucros, por conta do seu grande crescimento e busca por tais alimentos , entretanto, caso você ainda não saiba de tais características e benefícios, então saiba que, você está no lugar certo! Aqui você irá ver tudo sobre tal nicho alimentar, e o porquê aderir à venda do mesmo.

Antes de tudo, é necessário que você saiba que, para aderir a tal nicho, é necessário que você entenda um pouco antes sobre as características de tais culturas alimentares, além de, quais são as suas restrições, para assim, não acabar infringindo nenhuma delas, na qual, pode te levar a ter problemas sérios com os clientes.

Intolerâncias alimentares mais comuns

Como foi citado mais acima, muitas das pessoas que entram em dietas, exclusivamente veganas, não assumem tal dieta por que querem uma vida melhor, ou por respeito a outros seres vivos, ou por outros motivos assim, mas sim, por conta de diversas intolerâncias, como a lactose, ou até mesmo ao glúten, na qual são dois ingredientes derivados de animais.

Com isso, os mesmos, ao invés de adentrarem a uma dieta vegetariana, onde tais ingredientes ainda podem ser consumidos, os mesmos acabam optando pela dieta vegana, onde evitam o consumo de quaisquer alimentos provenientes de animais, optando por somente, consumir alimentos derivados de vegetais.

Vegetarianos e veganos

Além de saber sobre tais intolerâncias, que é um dos principais motivos dos quais levam as pessoas a aderirem tais dietas, também é importante saber sobre as principais diferenças entre os vegetarianos e veganos, no qual já foi citado uma parte acima, mas vamos nos aprofundar um pouco mais.

Para começar, é importante que você saiba que o veganismo e o vegetarianismo têm ideias parecidas, entretanto, são completamente diferentes na prática! Enquanto o vegetarianismo é somente um estilo de dieta, o veganismo é bem mais que isso, ele é um estilo de vida por completo, como você verá logo abaixo.

Enquanto o vegetarianismo se limita a parar de comer qualquer tipo de carne animal, e somente isso, podendo ainda consumir outras proteínas provenientes do mesmo, como ovos e leite, o veganismo lhe restringe a usar ou consumir qualquer alimento ou produto de alguma origem animal.

Tendo isso em mente, os veganos não utilizam roupas provenientes de animais, ou produtos testados nos mesmos, não consomem carnes, ovos, leites, glúten, além de, ter uma ideologia completamente voltada à vida e proteção animal. 

É de extrema importância saber tais diferenças, caso seu objetivo seja adentrar no mercado voltado para tais nichos, no qual, na teoria parecem nichos bem parecidos, mas na prática, são totalmente diferentes.

Vale a pena atender esse nicho?

Agora chegamos na parte na qual você com certeza estava esperando desde o início, que é, atender tais nichos realmente valem a pena? E já lhe adiantamos que sim, vale muito a pena.

Como já foi citado acima, tais nichos estão, a cada dia que passa, aumentando mais e mais seu público, por conta de toda as suas ideologias, nos quais tem se tornado um assunto muito discutido, exclusivamente entre os jovens, além de, todos os benefícios que aderir a tais dietas trazem, para a qualidade de vida e saúde.

Uma prova muito grande disso, é a quantidade de influencers e jovens, nos quais postam milhares e milhares de receitas e dicas sobre dietas e ações veganas, onde acabam bombando nas redes sociais, como no Instagram.

Empresas que aderiram ao atendimento desse público

É possível observar diversas empresas nas quais já aderiram ao atendimento deste público, podendo citar como exemplo:  McDonald ‘s, Burger King, Nestlé, JBS, e até mesmo a Danone, nas quais são marcas e empresas muito famosas e consumidas no Brasil.

Pode se dizer que tais empresas já lucraram milhões de dólares com tais produtos referentes a estes nichos, pois, como já foi citado, a busca por produtos veganos e vegetarianos está aumentando a cada dia!

Com isso, você já sabe de tudo que é necessário, para assim, decidir se vale a pena ou não investir em produtos para o atendimento de tal público, além de, caso seja da sua vontade fazer o mesmo, você também já sabe de tudo que é necessário para atender tais nichos, além de saber todas as diferenças entre eles, e suas ideologias.

Comentários desativados em Vale a pena investir no nicho alimentar de pessoas intolerantes e vegetarianas?

Filed under Culinária, tendências

Vantagens e desvantagens de empreender

Nos dias atuais, empreender é mais que um sonho, é uma necessidade. 

Com o aumento do desemprego em decorrência de crises constantes, abrir a própria empresa é um modo de sobrevivência.

No entanto, existem vantagens e desvantagens para quem busca empreender.

Falaremos mais sobre isso, a seguir:

Realização pessoal

Como foi dito, empreender é um sonho de muitos que buscam a realização pessoal de poder dizer que são donos do próprio negócio.

A maioria das pessoas tem planos futuros para abrir uma empresa, por isso, quem consegue fazer isso, tem a sensação de que realizou um sonho.

E, além disso, ter a coragem de sair por vontade própria de um emprego para abrir uma empresa no Brasil é algo que deve ser valorizado.

Flexibilidade

Abrir uma empresa pensando que não vai trabalhar mais é uma falácia, pois o negócio só funciona bem se o dono estiver com vontade de fazer a empresa crescer.

Mas, não há como negar que empreender aumenta muito a flexibilidade de poder trabalhar nos horários que decidirmos, já que, quando montamos um time que opera com qualidade em nossa empresa, ela consegue prosperar mesmo sem nossa presença.

Poder de decisão

Ao contrário de quando somos empregados formais em uma empresa que possui hierarquias a serem respeitadas, no nosso empreendimento podemos decidir o que queremos fazer com o negócio e quais os caminhos que a empresa deverá seguir para que o negócio continue crescendo.

O poder de decisão é uma das maiores vantagens de quem quer empreender porque isso dá autonomia às pessoas e a segurança de que possíveis futuros empreendimentos terá.

Aprendizado

O conhecimento é a melhor vantagem para qualquer setor da economia e isso não é diferente no mercado informal.

O aprendizado adquirido quando se abre uma empresa tem mais valor que o próprio dinheiro, pois o know-how agregado com o tempo é o que tornará a empresa maior no mercado que ela atua.

Meritocracia

Desconsiderando as exceções, as empresas formais são regidas pelo modelo hierárquico, pois existem os funcionários que são a base da empresa e trabalham nas operações mais difíceis e existem os cargos ocupados por líderes e outros chefes.

Quem decide empreender pode fazer diferente e optar pela meritocracia, método de recompensa que valoriza mais os empregados que mostram mais resultados.

Isso torna a empresa mais produtiva e aumenta o bem estar dos colaboradores que ali trabalham, pois sabem que serão recompensados por seus serviços realizados.

Desvantagens de empreender

Nem tudo são flores quando o assunto é empreender, sobretudo quando falamos do Brasil.

Por isso, falaremos sobre as desvantagens de quem decide abrir sua própria empresa, a seguir:

Burocracia

Se for perguntado aos empresários do Brasil, o que mais atrapalha  no processo de abertura de um negócio, com certeza eles vão citar a burocracia.

Para abrir uma empresa, atualmente, a pessoa não precisa somente alugar um imóvel e trabalhar ali em busca de lucros.

Para que a pessoa comum consiga formalizar seu negócio ela deverá ter muitas horas disponíveis para ir atrás de muitos documentos, como alvarás de funcionamento, autenticações em cartório, emissão de notas, entre outros processos burocráticos que impedem as pessoas de abrir rapidamente um negócio.

Responsabilidade

Outro ponto muito importante é a responsabilidade que não é uma característica exclusiva do empreendedor, mas sim de todas as pessoas no mundo.

Mas, quem deseja abrir um negócio deve saber que o nível de responsabilidade dessa pessoa é bem maior, já que, além da empresa que depende dela, existem funcionários que têm direitos humanos assim como os patrões e leis a serem seguidas.

Os impostos são um dos principais problemas que as empresas enfrentam no Brasil e essa pesada carga tributária deve ser seguida à risca, já que a Receita Federal, órgão que é responsável pelo recolhimento de impostos brasileiro, analisa cada uma das empresas abertas e qualquer erro pode custar caro para o empreendedor.

Riscos e inseguranças

Toda empresa está sujeita a riscos e inseguranças, já que o mercado está em constante mudança e o empresário que não se manter atualizado em sua área de atuação se expõe à possibilidade da ruína.

Os riscos são diversos, mas o maior é o de falência, já que, apesar de sermos responsáveis, a nossa empresa poderá fazer parte da maioria por diversos motivos como a simples redução da clientela.

Como escolher a área de investimento

Para minimizar os riscos e inseguranças devemos entender o mercado que estamos atuando para saber como escolher a área que iremos investir.

Devemos, antes de qualquer coisa, entender o contexto brasileiro como as condições dos consumidores, os produtos que não pararam de vender nem mesmo em crises e os locais que estão as empresas que lucraram nos últimos anos.

Além disso, é muito importante que a área de investimento escolhida seja em um campo que a gente já conhece, pois é muito mais provável que o negócio prospere já que entendemos o que estamos fazendo.

Comentários desativados em Vantagens e desvantagens de empreender

Filed under Dicas

Como funciona o exame de retorno ao trabalho e por que fazê-lo?

O que é exame de retorno ao trabalho

O exame de retorno ao trabalho é realizado para o trabalhador que passou mais de 30 dias afastado por questões de saúde, como uma doença, pós parto ou acidente.

Esse tipo de exame está enquadrado na legislação brasileira, junto dos outros exames que precisam ser realizados para garantir a segurança e também a saúde dos trabalhadores.

Esses exames são cobertos pela Norma Regulamentadora, que torna o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional obrigatório. 

O Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional é obrigatório para todos as empresas que fazem a contratação de funcionários.

Esse exame não é obrigatório para os funcionários que retornam das férias, como muitos pensam. 

O objetivo desse exame é avaliar se o funcionário realmente está em condições de voltar a realizar as suas tarefas na empresa. O exame faz a análise de toda a saúde física do trabalhador.

Em questão do afastamento, quando é estabelecido pelo INSS, a alta dada pelo órgão precisa estar entre todos os documentos que serão mostrados ao médico do trabalho. 

Saiba como funciona o exame de retorno ao trabalho

Que o exame de retorno ao trabalho é feito para garantir a saúde do trabalhador e atestar a empresa que o trabalhador está apto para retornar a exercer suas funções já sabemos.

Depois que o exame for realizado, o médico responsável precisa elaborar um Atestado de Saúde Ocupacional, constando aptidão do trabalhador.

Também chamado de ASO, nesse atestado a empresa verificará alguns dados gerais em relação ao trabalhador, incluindo seu nome completo, sua função na empresa, seu número de registro, os riscos que o trabalhador corre ao realizar tal atividade e quais foram os procedimentos médicos realizados em seu exame.

Também não podemos esquecer as informações do médico responsável e da clínica onde seu exame foi realizado. 

Outro ponto importante a ser lembrado é que este documento precisa ser guardado por 20 anos, depois que o trabalhador não estiver mais trabalhando na empresa!

Lembrando que somente o médico da empresa é autorizado a realizar esse exame no trabalhador. O trabalhador só deve voltar a realizar suas atividades quando estiver 100% em condições adequadas para tal função.

O exame de retorno ao trabalho consiste em 3 itens: exame físico, anamnese ocupacional e exame psicológico. 

O exame físico consiste em avaliar a saúde do trabalhador, incluindo sua audição, visão, hidratação corporal, frequência cardíaca, tensão arterial, respiração, dentre outros itens importantes determinados pelo médico. Já o exame psicológico avalia todo o estado mental do funcionário.

A anamnese ocupacional representa o histórico de todas as empresas em que o candidato a vaga trabalhou.

Nessa anamnese é possível encontrar tudo detalhadamente, incluindo quais atividades eram realizadas na empresa em que o funcionário prestou seus serviços.

Também é possível observar o período de trabalho, entre a admissão e a demissão desse funcionário, 

Por que fazer o exame de retorno ao trabalho? 

Realizar esse exame é essencial para que a empresa tenha um documento comprovado de que o trabalhador está em condições de retornar a realizar suas tarefas no trabalho.

Esse exame é obrigatório, portanto mesmo que o trabalhador opte por não fazer, não terá escolha a não ser ir atrás.

Sem contar que o próprio trabalhador poderá coletar ainda mais informações sobre seu estado de saúde, principalmente se a causa de seu afastamento tenha sido grave.

Além do exame de retorno ao trabalho, é muito importante que o trabalhador faça exames de rotina para garantir que sua saúde esteja bem e nos conformes.

Muitas vezes, o excesso de trabalho, principalmente quando a função do empregado envolve a realização de muitos processos repetitivos, como nos setores de produção de algumas empresas, os funcionários tendem a desenvolver  algumas doenças e problemas musculares.

Por isso, manter a saúde em dia com os exames de rotina e visitas frequentes ao médico são essenciais para evitar problemas piores. 

Também existem outros tipos de exames de ocupacionais pedidos pelas empresas, como os seguintes:

  • Exame admissional

O exame admissional é o exame realizado antes do funcionário ser contratado na empresa. Esse exame consiste em avaliar as condições físicas e psicológicas do futuro trabalhador.

  • Exame demissional

Já o exame demissional consiste em avaliar se o colaborador sofreu algum tipo de prejuízo enquanto esteve na empresa, como está sua condição emocional em relação à empresa.

Esse exame também avalia se o trabalhador desenvolveu qualquer tipo de problema de saúde enquanto esteve na empresa.

Espero que tenha gostado deste artigo em que falamos sobre os exames necessários para ingressar em uma empresa e que ele tenha te proporcionado maior conhecimento sobre o assunto! Se ficou com dúvida ou questionamento, comente abaixo. Compartilhe essas informações com amigos e familiares.

Comentários desativados em Como funciona o exame de retorno ao trabalho e por que fazê-lo?

Filed under Dicas

Como economizar com energia solar

As tecnologias sustentáveis estão crescendo cada vez mais e nesse meio surgem as gerações de energia solar que reduzem o consumo de água em hidrelétricas.

A energia elétrica é indispensável em nossa vida, pois estamos cercados de eletrodomésticos e produtos que usam a eletricidade para funcionarem.

Os benefícios são incontáveis, mas a crescente alta dos preços nas contas mensais de eletricidade nos fazem repensar se não existem opções mais econômicas de geração de energia.

Por isso, criaram métodos para captar a luz solar e utilizá-la para gerar a eletricidade em nossas casas diariamente.

Como funciona a energia solar

A energia solar é a opção que tem ganhado mais notoriedade nos dias atuais para compensar a demanda energética da população e ainda proteger o meio ambiente.

Esse tipo de geração de eletricidade funciona com o auxílio de placas solares que são colocadas nos telhados das construções voltadas para o sol.

Esses materiais captam a luz solar e o calor dos raios propaga-se por células fotovoltaicas para o sistema de cabeamento das casas ou empresas.

Existem ainda mais duas formas de geração de energia solar, além da fotovoltaica que são:

  1. Energia solar térmica: usada para aquecer líquidos, esse tipo de produção energética é voltada somente para o aquecimento de água. Muito comum em construções que visam a diminuição no consumo de energia do principal inimigo das contas de eletricidade: o chuveiro.
  2. Energia heliotérmica: similar à primeira, com a vantagem de que essa produção de energia além de aquecer líquidos ainda utiliza o vapor gerado para mover as pás de uma turbina.

Aspectos que devem ser observados na instalação 

Apesar de parecer uma tecnologia muito avançada, a instalação de energia solar é mais comum do que aparenta, mas esse serviço deve ser realizado por empresas especializadas para que não haja nenhum risco à segurança das pessoas.

Antes de contratar um profissional, devemos entender a conta de luz para saber se valerá a pena instalar esse projeto. Veja o que deve ser feito antes de contratar a instalação de painéis solares:

Passo a passo:

  • Para isso devemos procurar na conta mensal o nosso consumo em KWh, pois, com base nesse número podemos calcular o quanto precisaremos de energia solar para compensar nossa demanda. Para calcular com maior precisão, podemos pegar todos os dados de um ano e dividir pelo número de meses para encontrar a média gasta.
  • Sabendo quanto gastamos em KWh, devemos usar o simulador de custos de uma empresa que oferece essa instalação para ver qual será o gasto de nossa casa para instalar esse serviço.
  • Agora que já sabemos quanto devemos investir para ter essa tecnologia, o próximo passo é procurar a empresa para realização da instalação e, para isso, podemos acessar sites que ofereçam informações sobre as empresas que trabalham com isso.

Vale lembrar que esse procedimento não pode ser realizado por pessoas que não tenham o conhecimento adequado para isso, pois é perigoso e a empresa que instala precisa de uma autorização da distribuidora de energia elétrica da sua cidade para realizar o serviço.

Dicas de otimização no uso

Não adianta instalar a energia solar em casa e pensar que a economia será gerada automaticamente. 

Para otimizar o uso da energia solar, devemos considerar que durante o dia essa energia deve ser guardada para o uso noturno, quando todas as pessoas estão em casa.

Durante o dia, o consumo deve ser o mínimo possível, pois, assim, a eficiência da energia solar terá sido bem maior, já que, o maior benefício desse tipo de geração elétrica é a redução dos custos mensais fixos.

Como economizar com energia solar

Citamos três tópicos que vão ajudar as pessoas que querem economizar energia solar, afinal, apesar de ser mais barata que a convencional, os custos de instalação são altos e quanto antes o retorno financeiro vier, melhor terá sido o investimento.

Aproveite a luz natural: 

A mesma dica que é dada em casas com energia elétrica convencional valem para a energia solar também, pois, quando contamos com a energia do ambiente, podemos economizar muito no consumo de energia paga.

Para isso, devemos instalar cortinas leves e portas de vidro que permitam a passagem de luz para dentro dos imóveis.

Minimize a perda de calor

Um ambiente empresarial, por exemplo, pode usar diversos equipamentos que geram perda de calor e o ambiente fica mais quente. 

Isso faz com que as pessoas queiram ligar o ventilador e o ar condicionado aumentando, por sua vez, o consumo energético.

Utilize equipamentos com selo de qualidade A da Procel

Aparelhos que vêm com o selo A de qualidade são os que menos consomem energia elétrica. Por isso, prefiram eles quando for adquirir eletrodomésticos para a residência.

O selo foi criado em 1993 e, de lá pra cá, tem sido a melhor forma de atestar a capacidade econômica de um eletrodoméstico.

Comentários desativados em Como economizar com energia solar

Filed under Dicas, tendências

O checklist do marketing digital para pequenas empresas

O marketing digital não precisa ser complicado para dar bons resultados. Com um planejamento simples, mas cuidadoso, e uma estratégia de marca consistente, você ficará surpreso com a rapidez com que pode começar a colher os frutos do marketing digital da sua empresa.

Se sua empresa está pronta para iniciar o marketing digital, você veio ao lugar certo. Nosso checklist com 6 pontos é um guia passo a passo para lançar uma estratégia de marketing digital de sucesso para qualquer empresa.

Se você está começando do zero ou deseja atualizar sua estratégia de marketing digital existente, você pode obter ajuda na lista de verificação de marketing de pequenas empresas.

Checklist: 6 passos importantes

  1. Crie um site.
  2. Priorize um bom atendimento ao cliente.
  3. Seja ativo nas redes sociais.
  4. Use email marketing.
  5. Comece um blog.
  6. Experimente a publicidade online.
  7. Crie uma identidade de marca forte.


1. Crie uma identidade de marca forte

É importante compreender o propósito do seu negócio e o que o torna especial. Em seguida, use esses valores em tudo o que você fizer, desde o nome da sua empresa até as imagens que você publica no seu site e o tom que você usa nas redes sociais.

A construção de uma imagem de marca forte começa com um logotipo bem projetado e a escolha da fonte e das cores certas. Esses elementos visuais ajudam a tornar sua marca reconhecível e profissional.

Lembre-se de que é de extrema importância ser consistente na construção de sua marca e, portanto, garantir que todo material publicitário impresso e digital e toda comunicação com seus clientes sejam consistentes.

2. Crie um site

Seu site é a espinha dorsal de sua presença online – e muitas vezes a primeira impressão de seus clientes sobre sua marca. Mesmo se você tiver uma empresa física que dependa da chegada dos clientes, é provável que seus clientes façam o check-out online.

Portanto, é de extrema importância que você tenha um site profissional. Ao criar seu site, tenha em mente o seguinte:

Escolha o nome de domínio correto

Certifique-se de escolher um que reflita o nome da sua empresa da melhor forma possível e seja fácil de lembrar. Para facilitar a escolha, pergunte-se o seguinte: O nome corresponde à minha marca? É fácil de lembrar? É fácil de soletrar?

Motor de Otimização de Busca

A otimização para mecanismos de pesquisa (ou SEO) desempenha um papel importante em sua estratégia de marketing digital. Ao criar um site otimizado, você termina em uma posição superior nas pesquisas na web. Você pode fazer isso usando palavras-chave no conteúdo do site e nos sistemas subjacentes.

Web design envolvente

A maioria das pessoas é visual, então tente usar fotos atraentes de alta qualidade (ou um vídeo curto) e fontes claras que sejam fáceis de ler. Se você não tiver tempo e conhecimento, pode contratar uma agencia de marketing digital para que ela desenvolva essas atividades para você.

Conteúdo útil

Adicione conteúdos relevantes e úteis, como informações de contato, uma página “Sobre nós” e descrições claras de seus produtos e serviços. O texto deve ser consistente, fácil de ler, informativo e conciso.

Imagem de marca uniforme

Seu site deve refletir sua marca. Os visitantes devem fazer imediatamente uma conexão visual entre seu logotipo, material impresso e seu negócio físico. Portanto, certifique-se de incluir seu logotipo no site e use cores e fontes que se harmonizem com o resto do material de sua marca.

3. Priorize um bom atendimento ao cliente

Na era digital, as notícias se espalham rapidamente … e antes que você perceba, você tem a reputação de ter um atendimento ao cliente ruim ou fantástico . Nem é preciso dizer que você atrai mais clientes se tiver a reputação de ter um bom atendimento ao cliente e se isso der uma imagem positiva de sua marca.

Se você demorar horas ou dias para responder aos seus clientes por telefone, e-mail ou mídia social, eles sem dúvida ficarão insatisfeitos com seus serviços. Portanto, certifique-se de fornecer a cada cliente um atendimento rápido, educado, sincero e informativo.

Tente responder a todos em até 48 horas e diga a eles que esse é o prazo que podem esperar. Alguns dos canais que você pode usar para esse fim são chat ao vivo, telefone, mídia social, e-mail e “Perguntas frequentes” em seu site.

4. Seja ativo nas redes sociais

O marketing de mídia social deve ser sua prioridade quando se trata de marketing digital. É uma ótima maneira de aumentar a visibilidade da sua empresa, obter mais tráfego e construir relacionamentos sólidos com clientes atuais e potenciais sem pagar um centavo.

Existem várias maneiras de aproveitar as vantagens das mídias sociais, desde a criação de campanhas de hashtag e o lançamento de notícias até a postagem de ofertas, stories instagram, feed bem trabalhado e a organização de concursos. As possibilidades são infinitas!

Antes de criar um perfil para a sua empresa nas redes sociais, deve saber o que as diferentes plataformas oferecem e depois escolher a que melhor se adapta à sua empresa e ao seu conteúdo.

Por exemplo, muito conteúdo visual é adequado para plataformas como Instagram e Pinterest, enquanto links para postagens de blog são ótimos para compartilhar no Twitter ou LinkedIn. Interessado em criar conteúdo de vídeo? Confira TikTok e YouTube.

Novamente, use as cores, fontes, logotipos e tons de sua marca nos perfis para que os clientes que procuram sua empresa sejam atendidos por uma marca unificada em todas as plataformas.

A melhor coisa sobre o marketing de mídia social é que ele pode ser automatizado. Você pode agendar várias postagens de uma vez em todas as suas plataformas para que possa seguir em frente e se concentrar em outras partes do negócio.

5. Comece um blog

O blog é uma ótima tática para marketing digital. Como proprietário de uma pequena empresa, um blog dá a você a oportunidade de mostrar sua personalidade e abordar tópicos que não caberiam necessariamente em um e-mail ou em uma campanha impressa.

Para criar um blog, crie uma página em seu site que reflita o padrão de sua marca e comece a escrever postagens! Faça um cronograma de publicação para que os leitores possam esperar por novas postagens. Considere a criação de manchetes recorrentes para manter a programação.

Talvez todas as terças-feiras você possa compartilhar fotos de antes e depois de uma casa que você estilizou ou todos os sábados apresentar uma marca de design de interiores que você tem em sua loja. Um blog de sucesso é sobre qualidade, não quantidade, então não sinta pressão para escrever posts todos os dias. Em vez disso, concentre-se em escrever postagens regularmente, mesmo que apenas uma vez por semana.

6. Experimente a publicidade online

Se você tem dinheiro para gastar em publicidade paga, pode ser um investimento lucrativo. Os anúncios online são projetados para gerar mais cliques e mais tráfego, o que aumenta significativamente sua visibilidade e, por fim, suas vendas.

Existem tantas plataformas que você pode usar para divulgar seus anúncios ao seu público – Google, Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn oferecem publicidade paga. Outra forma de publicidade online paga pode ser patrocinar um podcast ou colaborar com um influenciador.

Comentários desativados em O checklist do marketing digital para pequenas empresas

Filed under Dicas

Como escolher o sistema de energia solar ideal?

A energia solar é uma das fontes renováveis que mais estão em alta nos dias de hoje, seja em residências e empresas, seja em áreas rurais.

Com a diminuição dos níveis de água nos reservatórios, a energia elétrica tem ficado cada vez mais custosa para os brasileiros, já que, ao contrário da energia solar, a geração de eletricidade pela água é finita.

 A geração baseada na luz do sol, além de ser limpa, é econômica e falaremos tudo sobre como escolher o sistema de energia solar ideal, neste artigo.

 Como funciona um sistema de energia solar?

A energia solar funciona por causa das placas que recebem a luz do sol e empregam esse calor obtido dessa luminosidade ao sistema de eletricidade de uma imóvel que está adaptado para isso.

Entre os sistemas de geração de energia elétrica existe o sistema de energia fotovoltaica e a energia heliotérmica.E, para aquecimento de água, existe a energia solar térmica.

Todos esses tipos são baseados na luz do sol.Então, vamos entender como elas funcionam melhor, abaixo:

  • Energia fotovoltaica: a luz solar incide sobre placas que transformam o calor em correntes elétricas por fios.
  • Energia heliotérmica: como o próprio nome diz, essa geração tem como função esquentar líquidos e mover turbinas com o auxílio do vapor gerado.
  • Energia solar térmica: serve para o aquecimento de água, como em chuveiros, que são os principais vilões do consumo de eletricidade nas residências.

Dicas para escolher o sistema de energia solar ideal

Sabemos que a energia solar aumenta a economia de eletricidade exponencialmente, mas como saber qual o sistema ideal para usarmos?

Para saber isso, devemos considerar nosso uso diário. Por exemplo, em uma residência, os gastos são mais voltados aos afazeres domésticos que são banhos, geladeiras sendo abertas e lavadoras de roupa.

Nas empresas, o consumo é mais voltado às lâmpadas, tomadas com computadores ligados o tempo todo e sistemas de ar condicionado.

Cada uma dessas características devem ser consideradas pelas pessoas que estão em dúvida quanto ao sistema de energia solar ideal para o seu caso.

Por isso, falaremos abaixo, os pontos mais importantes que devem ser considerados antes de pensarmos em instalar energia solar.

Procure uma empresa especializada

A dica que vem em primeiro lugar é a mais importante, já que disso dependerá toda a qualidade do serviço.

Hoje em dia, as pessoas estão realizando vários tipos de serviço autônomos, mas, nesse caso, devemos procurar uma empresa especializada na instalação da energia solar, já que essas agências precisam entrar em contato com a distribuidora da região para regularizar toda a nova instalação.

Além disso, por ser um trabalho de realização profissional, esses prestadores de serviço sabem qual o tipo de energia solar ideal para nossa casa.

Análise os projetos realizados

Uma boa dica para avalizar uma empresa que instala painéis solares é conhecer seus projetos do passado.

Basta pedir o portfólio da empresa que logo saberemos como é feito o serviço por aquela empresa.

Procure por fotos, vídeos e até opiniões de clientes que já contrataram essas agências especializadas para instalação de energia solar, pois não é um serviço barato para correr o risco de contratar profissionais que não são qualificados.

Em uma rápida busca conhecemos tudo sobre uma empresa hoje em dia, portanto essa dica é fácil de ser seguida.

Verifique a sua necessidade

Antes de contratar alguma empresa para instalação de painéis solares sobre nossa residência, devemos analisar as nossas últimas doze mensalidades de energia elétrica convencional para avaliar o custo-benefício de uma instalação de painel solar.

O investimento se pagará no médio prazo caso nosso consumo não seja tão exagerado, mas, pessoas que usam muita eletricidade e pagam contas maiores todos os meses, com certeza devem pensar na instalação.

O nosso consumo medido em KWh é o que deve entrar na conta para sabermos quanto estaríamos economizando ao instalar um sistema solar, afinal, a principal questão que leva à escolha desse tipo de energia é a economia.

Planeje o investimento

Como em qualquer área da vida, na hora de instalar um sistema de energia solar é necessário que haja um planejamento, pois, esse tipo de escolha mudará toda a vida de uma pessoa.

A casa será adaptada para receber imensas placas solares, portanto, os gastos para instalação são caros e isso deve ser considerado por quem quer encontrar o sistema de energia solar ideal.

A pessoas que apenas quer economizar esquentando líquidos com auxílio de energia limpa, pode contratar a empresa para instalação da energia solar térmica, já que o chuveiro é o responsável pela maior parte do consumo de energia nas casas.

Mas, pessoas que não usam muito chuveiros, como empresas, por exemplo, devem optar por energias fotovoltaicas mesmo, já que o imóvel inteiro precisaria contribuir para a economia de dinheiro.

Comentários desativados em Como escolher o sistema de energia solar ideal?

Filed under Dicas

Como a situação da economia global influencia o Brasil?

Hoje veremos neste artigo sobre como a situação da economia global influencia o Brasil.

Algo que de fato se torna muito importante no momento que estamos vivendo, pôs-pandemia, com comércios voltando a funcionar, a situação de turismo e viagens voltando a ter clientes em seus estabelecimentos, então como a situação atual, globalmente falando, afeta e influencia nosso país.

Situação da economia global

A situação atual da economia global está mudando muito por causa da epidemia do coronavírus.

Essa crise que parece estar acabando mudou totalmente o modo que as pessoas consomem e isso faz toda diferença na economia.

Os hábitos dos consumidores tiveram que mudar e o comércio virtual tem ganhado maior importância, pois as políticas que pedem o distanciamento social tem afastado os consumidores das lojas físicas.

Dessa forma, a economia tem se adaptado como pode para manter o país enriquecendo, já que todos os setores foram afetados durante a crise e a receita das empresas diminuiu exponencialmente.

Qual é a maior atividade econômica do Brasil?

Atualmente podemos  dizer que a atividade econômica do Brasil que mais tem relevância e impactos no PIB, a qual é responsável por atingir percentuais acima dos 50% e pela geração de quase 75% dos empregos no país, é o setor terciário.

Setor este que é um dos ramos de maior concentração no país, sendo composto principalmente pela venda de produtos e por empresas de prestação de serviços que ajudam a movimentar a economia do país.

Problemas econômicos no país

O Brasil é um país repleto de problemas econômicos como alto índice de desemprego e mão de obra escassa.

Além desses dois grandes problemas, o país sofre muito com a valorização do dólar, o qual está intimamente ligado à situação econômica brasileira, já que a maioria dos nossos produtos industrializados tem, em alguma fase do processo, componentes que são importados e, por isso, são comprados pelo valor do dólar atual.

Ou seja, somos um país que depende muito da importação. Vamos falar um pouco sobre isso, abaixo.

O que é e como funciona a importação?

No processo de importação de máquinas é necessário solicitar e ou já ter um laudo técnico preparado e a devida avaliação do equipamento e/ou máquina que será importado, ou seja trazido do exterior para o mercado nacional, confirmado assim por entidades especialistas que o mesmo está devidamente liberado para tal operação.

Devem constar no seu relatório o ano de fabricação, detalhes pertinentes a código de série, ano da máquina e/ou equipamento e se for usada(o), como por exemplo, revisão, ano de reconstrução, peças e partes que foram substituídas, devido mau funcionamento ou quebra do mesmo e o seu valor de mercado previsto.

O órgão que irá autorizar esse tipo de operação, irá verificar perante todas as informações do processo para liberação, com as peças especificadas corretamente, partes de todos os equipamentos e máquinas que virão no lote, sempre seguindo rigorosamente as normas feitas e regulamentadas pelo Decex.

O que é e como funciona a exportação?

O processo de exportação é bem difundido no mercado brasileiro, como sabemos, através de commodities que temos no agronegócio principalmente, pois é algo comum, num solo rico de fazendas e produtores rurais em larga escala.

 No entanto, devemos nos atentar, pois existe a operação direta e a indireta, que falaremos brevemente logo abaixo.

Vamos aproveitar o dito sobre exportação direta e exemplificar rapidamente o que consiste na operação, onde neste processo o equipamento ou máquina exportada é faturado pelo próprio fabricante e, por fim, o ponto benéfico dessa modalidade são os incentivos fiscais como: isenção do IPI e não incidência do ICMS.

Já no processo de exportação indireta o que ocorre é que as empresas brasileiras adquirem produtos para somente então exportar, não sendo o fabricante direto, assim o produtor do equipamento, máquina ou produto em questão, não ficam sujeitos a nenhum processo ou questão a respeito da exportação realizada.

Como o Brasil é influenciado pela economia global?

O Brasil é muito influenciado pela economia global, pois apesar de estarmos em um país que exporta muitos alimentos, ainda estamos muito atrasados quando pensamos em tecnologia.

Por isso que o país acaba tendo que importar muitas máquinas e insumos de países mais desenvolvidos e esses materiais são muito caros, e, dessa forma, os produtos aqui acabam sendo mais custosos para o consumidor final.

Vamos citar o petróleo como exemplo. Apesar de sermos uma nação que retira petróleo do solo, com a Petrobras, os preços dos combustíveis aqui são muito altos. Por que isso acontece?

Isso é o resultado de políticas anteriores que associavam o preço do barril dessa matéria-prima ao preço internacional em dólar, por isso que, nós, brasileiros pagamos o preço do petróleo em dólar, mesmo usando uma moeda que, atualmente, vale cinco vezes menos.

Comentários desativados em Como a situação da economia global influencia o Brasil?

Filed under Dicas, tendências, Viagens

Quais são os acessórios necessários para trabalhar como entregador de aplicativo?

Não é novidade para ninguém como os aplicativos de celular andam crescendo de maneira exponencial nos últimos tempos, gerando assim, diversos empregos para milhares de pessoas, podendo ser citado os aplicativos de entrega, de transporte, entre diversos outros.

Pode-se dizer que os aplicativos de entrega se tornaram uma opção perfeita para as pessoas que buscam um emprego, e tem uma bicicleta ou moto a sua disposição, no qual, acabam sendo os únicos requisitos solicitados pelos mesmos, além de ser maior de 18 anos, é claro.

Entretanto, muitas pessoas que gostariam de começar a trabalhar em tais aplicativos, ainda não sabem por onde começar, e nem quais acessórios são importantes de se ter para tal profissão, e tendo isso em mente, decidimos trazer tais informações, para que você, possa começar desde já a trabalhar como entregador de aplicativo, com todos os conhecimentos e acessórios necessários!

Antes de tudo, é de extrema importância que você entenda como funciona um aplicativo de entregas, e como você pode se cadastrar neles, para assim, começar a trabalhar nos mesmos, como você verá logo abaixo.

Como começar a trabalhar como entregador de aplicativo?

Para começar a trabalhar como entregador de aplicativo, previamente você deve fazer a escolha de qual aplicativo mais lhe agrada para começar a trabalhar no mesmo. Você deve se atentar a todos os termos e condições, além de, como funciona o seu pagamento, nos termos e condições do aplicativo.

Após prestar atenção em todas as informações citadas acima, e assim, escolhido qual aplicativo é a melhor escolha para você, você deve baixar o mesmo, através da loja de aplicativos que seu celular lhe disponibiliza, sendo as principais opções na atualidade: Apple Store e Play Store.

Logo após você concluir o download do aplicativo escolhido, você deve abrir o mesmo, para poder assim, criar a sua conta! Para a criação da mesma, você precisará informar algumas informações pessoais, como nome, data de nascimento, telefone, além de, algum documento de identificação, como o CPF.

Logo após você criar a sua conta, você deve se dirigir a área de trabalho como entregador dentro do aplicativo, na qual, se encontrará em diferentes lugares, mudando de um aplicativo para outro, portanto, é necessário que você procure tal opção.

Vale ressaltar que, certos aplicativos não permitem que você trabalhe como entregador utilizando uma bicicleta, sendo necessário que você tenha, obrigatoriamente uma CNH A ou B, além de um carro ou moto, portanto, este é um detalhe que você deve se atentar quando for escolher o seu aplicativo, onde você pode se informar mais sobre os mesmos, através dos seus termos e condições.

Após entrar na área de trabalhador, o aplicativo lhe pedirá algumas informações (podendo pedir sua CNH em alguns aplicativos), e logo após você informar as mesmas, será necessário esperar alguns dias úteis para que o aplicativo libere você para começar a trabalhar! Bem simples, não?

Dicas de acessórios necessários para trabalhar como entregador de aplicativo

Agora que você já sabe tudo que é necessário para começar a trabalhar como entregador de aplicativo, desde o momento que você escolhe e baixa o aplicativo de sua preferência, até o momento em que você se candidata para trabalhar no mesmo, você já está preparado para saber quais são os itens essenciais e fundamentais que não podem faltar para você, que quer trabalhar como entregador de aplicativo!

Mochila térmica

As mochilas térmicas são bem conhecidas, tanto pelos entregadores, quanto por pessoas comuns, por conta de que, todos os entregadores que vimos pela rua, ou que entregam alguma encomenda ou pedido em nossa, utilizam uma! Tal acessório é totalmente indispensável caso você queira trabalhar como entregador, por conta de que tal mochila tem a capacidade suficiente de abrigar muitos pedidos, além de mantê-los quentes ou frios.

Luzes

Luzes são itens fundamentais para a segurança de qualquer pessoa no trânsito, e não somente para os entregadores, entretanto, se torna ainda mais fundamental para os mesmos, por conta de que os mesmos passam diversas horas (normalmente de noite) nas ruas, em meio ao trânsito.

Suporte para celular à prova d’água

Em dias chuvosos, um suporte para celular à prova d’água, que você pode instalar na sua moto ou bicicleta se torna totalmente essencial, por conta de que, o mesmo permite que você leve o seu celular no seu veículo, sem se preocupar com quedas ou que o mesmo acabe molhando.

Capa de celular aquática

Uma capa aquática também acaba salvando os entregadores de aplicativo diversas vezes, por conta de que, os mesmos têm necessidade de pegar o celular para verificar qual e onde é o seu próximo pedido e entrega, e em dias chuvosos, uma capa à prova d’água acaba salvando nestas situações.

Carregador portátil

Por fim, mas não menos importante, um carregador portátil também é um dos acessórios que não podem faltar caso você queira trabalhar como entregador de aplicativo, por conta de que, já imaginou, você está no ânimo total para realizar mais e mais entregas, e no meio do seu serviço, o seu celular descarrega? Seria totalmente desanimador, certo?

Comentários desativados em Quais são os acessórios necessários para trabalhar como entregador de aplicativo?

Filed under Dicas, Finanças